Petição para renovar ‘Anne With an E’ bate recorde

Já tem cerca de seis meses que a série ‘Anne With an E’ foi cancelada, mas os fãs (inclusive eu) ainda estão empenhados para pedir uma continuação. Inclusive, alguns famosos também já aderiram a campanha #renewannewithane.

Nesta segunda-feira (12), a petição para a renovação da série ultrapassou 400 mil assinaturas. Chegando a ultrapassar a petição de ‘Lúcifer’, que obteve 304.517 assinaturas no total e conseguiu ser salva 35 dias após o cancelamento. A campanha feita no site Change.or surgiu logo após o anúncio da Netflix de que a terceira temporada de Anne With an E seria a última, em novembro do ano passado.

A terceira e última temporada da série canadense foi lançada em janeiro pela Netflix. Apesar de toda a sua popularidade com a base fiel de fãs, ‘Anne With an E’ não foi renovada por questões de audiência, o que devemos culpar o próprio serviço de streaming por não divulgar a série.

Os números infelizmente não eram bons o bastante

Informou um artigo do site ScreenRant na época do cancelamento.

Desde então, os fãs já fizeram diversos protestos para chamar a atenção da empresa de streaming e da emissora oficial no Canadá, a CBC, para que uma nova temporada seja produzida. Além de reunir as assinaturas, o público também já se organizou várias vezes para bancar um patrocínio de outdoors nos Estados Unidos e Canadá.

‘Anne with an E’ (também conhecida como Anne) é baseada no livro de 1908 ‘Anne de Green Gables’, de Lucy Maud Montgomery que vendeu mais de cinquenta milhões de cópias e foi traduzido para 20 línguas. E ainda obtendo mais oito livros, contando a história de Anne até a terceira idade.

A série é centrada em uma jovem órfã no final da década de 1890, que depois de uma infância abusiva passada em orfanatos e casas de estranhos, é enviada por engano para viver com uma idosa e seu irmão mais velho. Com o tempo, Anne, de 13 anos, transformará suas vidas e, eventualmente, a pequena cidade em que vivem com seu espírito único, intelecto feroz e imaginação brilhante.

A trama aborda também assuntos muito importantes como a homossexualidade, censura, machismo, racismo, entre outros. A série tem uma estética e fotografia incrível, fora os ensinamentos que aprendemos com a pequena Anne.

É uma produção necessária, nela percebemos que muitos dos assuntos abordados naquela época ainda são discutidas hoje em dia. Que inclusive já fiz uma crítica sobre ela.

Você pode assinar a petição clicando aqui.

Caso tenha ficado interessado em conhecer mais a série, pode pode assistir clicando aqui.