Crítica | Power Rangers

Demorou, estreou, passou, demorou, começou a sair das salas de cinema, mas finalmente assisti o melhor filme ever. o novo filme dos Power Ranger é simplesmente incrível e sem dúvidas vai conseguir sim segurar uma franquia de sete filmes.

O filme em si conseguiu superar as expectativas de todos que o aguardavam ansiosamente. O filme soube desenvolver individualmente Jason (Dacre Montgomery), Kimberly (Naomi Scott), Zack (Ludi Lin), Trini (Becky G) e o que se tornou queridinho do público Billy (RJ Cyler).

Além de um filme de ação se torna também um drama adolescente incluindo temas como bullying, homossexualidade e autismo. Ao desenrolar da trama vamos conhecendo cada um até chegar  a mitologia dos Rangers.

O único momento em que eles morfam é no final do filme fazendo jus ao nome que levam e incluindo a música tema da série que é tocado no momento mais certeiro do filme.